Pular para o conteúdo principal

Banco Mundial dará apoio ao processo de concessão FICO-FIOL


 Bird dará apoio técnico e financiamento a projeto ferroviário Leste-Oeste

Acordo entre o Ministério da Infraestrutura e o Banco Mundial (Bird) dará apoio à estruturação do projeto ferroviário Leste-Oeste, ferrovia que ligará Lucas do Rio Verde/MT a Ilhéus/BA, para futura concessão à iniciativa privada. Os estudos de viabilidade serão feitos pelo Bird e vão abranger a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) e os trechos 2 e 3 da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), totalizando 1,9 mil quilômetros.

Tarcísio Gomes de Freitas, e a diretora do Banco Mundial para o Brasil, Paloma Anós Casero, destacaram a importância da parceria para o País. “Esse projeto representa uma transformação. A ideia é termos um grande corredor ferroviário Leste-Oeste, integrada ao sistema Norte-Sul”, disse o ministro. “Esse futuro corredor tem muito potencial tanto do ponto de vista econômico como climático”, afirmou a diretor do Bird.

Os termos de referência para os estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira, ambiental e jurídica (EVTEA) estão sendo tratados entre a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), vinculada ao MInfra, e a Corporação Financeira Internacional (IFC), braço do Banco Mundial. O projeto será orientado por diretrizes socioambientais de forma a garantir não apenas uma boa modelagem para a futura concessão, mas também para atrair investidores que priorizem empreendimentos sustentáveis.

As informações são da Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura https://www.gov.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vem aí a #InfraWeek

 Nos dias 7, 8 e 9 de Abril acontecerá a maior rodada de leilões do país, estamos falando da  #infraWeek , semana de negócios nos setores de transporte e infraestrutura, ao todo estarão a disposição para arremate 28 ativos entre portos, aeroportos também uma ferrovia. Segundo o ministro Tarcísio Gomes de Freitas do Ministério da Infraestrutura, serão ao menos "10 bilhões em investimentos" que impactará positivamente a vida do cidadão brasileiro. https://twitter.com/i/status/1377400114893873152

Realizado o Primeiro Leilão de Saneamento Básico da Região Norte

Primeiro leilão aconteceu no estado do Amapá, que receberá investimentos da ordem de R$ 3 Bilhões, que beneficiará cerca de 750 mil pessoas. Foto: Agência Brasil Realizado na ultima quinta-feira (2), o leilão da (CAESA), empresa estatal responsável pelo abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, ação faz parte do projeto do Governo Federal de universalizar o acesso a saneamento básico no país até 2033, e isso só será possível graças ao novo  Marco Legal do Saneamento Básico , aprovado a pouco mais de um ano sem apoio de nenhum partido de esquerda, vale ressaltar. Dos R$ 3 Bilhões que serão aplicados ao longo de 35 anos, R$ 1,8 Bilhões serão aplicados na fase inicial, com vistas a melhora os sistemas de Água e Esgoto em todas as zonas urbanas do estado, o concessionário deverá aplicar 70% dos recursos na área de esgotamento sanitário e outros 30% em fornecimento de Água. Rogério Marinho, Ministro de Desenvolvimento Regional, reforçou a importância das parcerias entre Governo

Máscaras caídas

Ao vencer de forma histórica a eleição presidencial em 2018, o hoje presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, já sabia que iria enfrentar desafios faraônicos, e que a principal delas seria comandar um país sem recursos, fruto dos moiores roubos já registrados no país, tais atos foram praticados justamente por seus antecessores. Bolsonaro, sabia também que enfrentaria uma verdadeira cruzada frente à imprensa, historicamente e majoritáriamente alinhada à esquerda, e justamente por esse motivo também muito bem remunerada ao longo do tempo. O presidente no entanto, não intimidou-se, e desde então tem enfrentado com bravura aos ataques que recebe, por vezes não se importa muito com o que vê, por vezes devolve a parada com igual intensidade e proporção, ao reduzir de forma drástica os investimentos do Governo Federal em publicidade, fez secar assim uma grande torneira de recursos dos pagadores de impostos que eram usados para fazê-los não ver muita coisa. Por não participar das marac